Tel: (11) 5041-1759 / 5092-6041
Sengunda Feira, 11 de dezembro de 2017
 
 
   
01/08/2005
Câncer na boca
Envie este artigo Imprima este artigo

Câncer na boca: Cigarro é responsável por 80% dos casos

 

Que o cigarro compromete a saúde como um todo, sendo o maior vilão dos pulmões e coração, não custa nada repetir. Mas, vale ressaltar, que está associado a mais de 80% dos casos de câncer na boca. "Cada cigarro contém, pelo menos, 28 componentes químicos que causam câncer e alteram a mucosa bucal. O sistema imunológico do paciente é enfraquecido e torna-se mais vulnerável a infecções por fungos e bactérias", diz Dr. Marcelo Rezende, cirurgião-dentista e diretor da Smiling Dental Care, de Manaus.

 

Segundo o especialista, que coordena uma clínica de R$ 1 milhão em plena Floresta Amazônica, o grupo dos fumantes costuma ser mais negligente com relação à higiene bucal. "É complicado, porque os fumantes adultos, além do cigarro, consomem maior quantidade de café, álcool, balas e chicles. Enquanto um não-fumante acaba de almoçar e vai escovar os dentes, o fumante acende logo um cigarro, se esquecendo, muitas vezes, da higiene".

Visitas ao dentista também costumam ser mais espaçadas entre os fumantes. "Quanto mais você cuida dos dentes, mais consciente se torna da necessidade de ir ao dentista com certa regularidade. Os fumantes, por apresentar maior incidência de cáries, formação de placas e tártaros, gengivites, estomatites e hemorragias, devem estar mais atentos à saúde bucal".

Rezende chama atenção para a prevenção do câncer bucal, que, de acordo com o Inca (Instituto Nacional de Câncer), deve acometer aproximadamente 10.000 homens e 4.000 mulheres ainda este ano. "Adultos não-fumantes devem fazer o auto-exame bucal a cada seis meses. Já entre os fumantes, isto deve ocorrer a cada três meses. Olhando atentamente para o espelho, sob boa iluminação, a pessoa deve procurar por manchas brancas, vermelhas ou pretas, carnes crescidas, caroços e bolinhas escuras. Feridas que custam a cicatrizar também devem ser observadas. Em caso de dúvida, consultar o dentista é a opção mais segura".


Odontologia Personalizada     -    Fonte: ABNAgência Brasileira de Notícias