Tel: (11) 5041-1759 / 5092-6041
Sengunda Feira, 11 de dezembro de 2017
 
 
   
09/06/2011
Cresce número de homens com câncer oral causado pelo HPV
Envie este artigo Imprima este artigo

    
Cresce número de homens com câncer oral causado pelo HPV
 
 
 
Um estudo publicado no periódico "International Journal of Epidemiology" mostra que, quanto maior o número de parceiras com as quais se pratica sexo oral e quanto mais precoce for o início da vida sexual, o homem terá mais risco de desenvolver câncer causado pelo HPV.
 
Antes, os cânceres da boca e da orofaringe afetavam homens acima de 50 anos, tabagistas e/ou alcoólatras. Hoje, atingem os mais jovens (entre 30 e 45 anos), que não fumam e nem bebem em excesso, mas praticam sexo oral desprotegido.
 
No Hospital A.C. Camargo, em São Paulo, 80% dos tumores de orofaringe têm associação com o papilomavírus. Há dez anos, essa associação existia em 25% dos casos.
 
O HPV já está presente em 32% dos tumores de boca em pacientes abaixo dos 45 anos, antes, o índice era de 5%. Por ano, o hospital atende 160 casos desses tumores.
 
No Icesp (Instituto do Câncer do Estado de São Paulo Octavio Frias de Oliveira), 60% dos 96 casos de câncer de orofaringe atendidos em 2010 tinham relação com o HPV. As mulheres respondem por 20% dos casos.
 
No Hospital de Câncer de Barretos, no interior paulista, casos ligados ao HPV respondem por 30% dos cânceres da orofaringe, um aumento de 50% em relação à década passada.
 
O Inca (Instituto Nacional de Câncer) desenvolve seu primeiro estudo sobre o impacto do HPV nos tumores orais. O HPV de subtipo 16 é o que mais provoca câncer da orofaringe.
 
No Brasil, só mulheres entre 9 e 26 anos têm indicação para a vacina contra quatro tipos de HPV, entre eles o 16. Mas a imunização só existe na rede privada, ao custo médio de R$ 900.
 

Odontologia Personalizada - fonte APCD